Serás bom ministro de Cristo Jesus

Serás bom ministro de Cristo Jesus

I Tm 4: 6

Não há dúvidas de que este ensino de Paulo a Timóteo preservou a sua jornada ministerial; e hoje é fundamental para os jovens pastores encontrar alguém que possa lhes dizer o que realmente é ser um bom ministro de Cristo. A igreja brasileira necessita de uma nova geração de pastores fiéis e íntegros, mas os jovens pastores necessitam de pastores experientes, que fizeram da sua vida a sua maior e melhor mensagem.

Jovens pastores precisam aprender alimentar o seu rebanho, precisam ter palavras de fé, precisam de boa doutrina para seguir. O que estou dizendo é que Timóteo se tornou resultado de uma caminhada séria, bíblica e fiel ao lado de Paulo. “Um bom ministro de Cristo” foi moldado ao lado de outro “bom ministro de Cristo”.

Sem sombra de dúvidas existe uma crise no processo de formação de novos líderes. Quando pensamos nos seminários ligados as suas denominações, constatamos muitas vezes a formação de obreiros que vivam de acordo com os pensamentos dos guetos denominacionais. Pior que este modelo de formação é aquele que deseja fazer inúmeros “clones”, onde o que vale é ser igual ao líder da denominação. Sotaques, jargões e formas de se expressar padronizadas, o alvo é conseguir lucrar o máximo possível para poder fazer a igreja crescer e comprar um novo horário em sua programação televisiva. E ainda tem aqueles que se lançam ao ministério fundamentados somente em carisma, com falhas profundas no caráter.

Além disso, a ambição tem sido uma armadilha para muitos pastores. O desejo de sucesso, a fama e os aplausos têm levado jovens pastores ao caminho do engano. Pastores são pessoas populares, aplaudidos, reconhecidos em sua comunidade e, com o passar dos anos, passam a ser homens de muitos títulos. Alguns passam a ocupar cargos importantes na denominação, na sociedade e se tornam homens com agenda cheia, dando um falso senso de grandeza e importância. Fora isso existe toda uma pressão através do consciente coletivo sobre o que é ser um “grande pastor”. Esses e outros inúmeros motivos têm levado pastores a se apartar de uma vida íntegra e fiel as escrituras, o que vale é a proposta de poder e sucesso em troca da consciência boa e de um coração puro.

É isso que Paulo está falando a Timóteo, de homens que, frequentemente, colocam diante de si algum outro ideal que não tem nada a ver com a aprovação de si mesmos por parte de Cristo. Muitos estão à procura de aplausos para suas habilidades, sua eloqüência ou seu conhecimento profundo, e essa é a razão por que deixam de prestar atenção às necessidades básicas que comumente não produzem a desejada admiração popular.

Jovens pastores precisam ouvir e ver pastores experientes mostrarem que a única satisfação está em ser um bom ministro de Cristo, que este é o mais honroso título. A nova geração de pastores precisa de exemplos de vida como Paulo foi para Timóteo, porque a igreja brasileira precisa de pastores da categoria de Timóteo.

Sebastião Júnior

Sebastião Júnior

Missionário em Sepal
Sebastião Junior é casado com a Ellen Pyles, com quem dois filhos Felipe e Henrique. É líder do projeto Geração Brasil que tem o objetivo de servir a Nova Geração de Pastores e Seminaristas. Graduado em Teologia e Sociologia, pós-graduado em Teologia (Dmin Doctor of Ministry) na área de Missão Urbana e Crescimento de Igreja.
Sebastião Júnior

Últimos posts por Sebastião Júnior (exibir todos)

Categorias: Artigos

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*