Todo jovem líder precisa ter coragem para realizar algo novo

Todo jovem líder precisa ter coragem para realizar algo novo

Texto de Sebastião Junior

Estamos já a alguns artigos fazendo afirmações baseadas na jornada vocacional de Marcos, buscando enxergar em sua trajetória detalhes que nos ajudam a compreender a nossa caminhada diante dos desafios ministeriais. A afirmação que “Todo jovem líder precisa ter coragem para realizar algo novo” se fundamenta no evangelho que Marcos escreveu.

Marcos era ainda jovem quando Jesus foi crucificado, mas não demorou a se envolver com todo cenário cristão. Sua primeira viagem missionária foi um fracasso, porém, seu primo Barnabé voltou a apoia-lo, inserindo-o novamente em novas viagens. Quando estava com cerca de 40 anos de idade, Marcos se estabeleceu em Roma e trabalhava com Pedro e Paulo. Então o desastre ocorreu: um incêndio destruiu metade de Roma e o imperador Nero para afastar de si suspeitas, pôs a culpa nos cristãos. Muitos deles, incluindo Pedro, foram brutalmente executados. Durante muitos anos, Marcos coletou os relatos que Pedro escreveu sobre Jesus, apressado pela urgência da perseguição, resolveu escrever toda a história.

De acordo com Eugene Peterson, Marcos não perde tempo em ir ao que interessa. Uma única frase introdutória, e nem uma digressão é encontrada, do começo ao fim. Algo aconteceu que mudou radicalmente o modo de olharmos e experimentarmos o mundo, e ele não pôde esperar para nos contar. Há um tom ansioso em quase todas as frases que escreve. Quanto mais rápido absorvermos a mensagem, melhor para nós, pois ela é boa, incrivelmente boa: Deus esta aqui, do nosso lado!

Marcos, compreensivelmente, tem pressa de nos contar o que aconteceu no nascimento, na vida, na morte e na ressurreição de Jesus. Seu advento que veio revelar a verdade de Deus a nós, para que pudéssemos viver na realidade, não na ilusão. Ele não quer que percamos um só minuto da nossa preciosa vida de ignorância acerca do mais prático de todos os assuntos, revelando o entusiasmo de Deus em nos salvar.

Sem dúvidas estamos diante de alguém que produziu algo novo, seu evangelho é considerado uma teologia única, um estilo vivo, escrito para romanos, usando a ênfase na ação, para Marcos estamos diante, do Cristo, o Servo, o Sofredor.

Escrevo essas coisas com a finalidade de dizer algo: “Jovem líder ouse fazer algo novo”. Sem dúvida pode ser mais fácil caminhar pelo trilho convencional, onde já esta tudo feito, elaborado, o exercício será somente decorar os processos e repeti-los, pode parecer mais seguro viver assim. A minha afirmação não esta baseada em uma desvalorização do que herdamos, estou afirmando que Deus deseja fazer algo novo a partir de cada jovem líder.

Deus se move e trabalha a partir de algo novo: Ele criou uma nova ordem universal a partir do caos; em Abraão estabelece um novo povo; uma nova lei é estabelecida para um novo povo; o seu Reino é composto por novos homens, a partir de um novo nascimento, para viver um novo mandamento, com um novo coração, para viver em uma nova terra, em um novo céu.

Olhe para o seu futuro como um ambiente a ser desvendado, tenha coragem de arriscar, ao mesmo tempo seja responsável com os riscos das ações. Pergunte pra si mesmo sobre o seu futuro, desenvolva bons processos, baseados em bons conselheiros, faça conexões para as mudanças necessárias.

Quando os líderes olham para a própria natureza das inovações que ocorrem hoje em dia, devem perceber que o futuro não será igual ao passado. Os líderes aprenderam demais para voltar aos velhos métodos. Já que a inclinação natural dos verdadeiros líderes é lutar por melhoramentos, eles farão as coisas melhores e as farão de maneira diferente. É preciso ser um líder identificado com sua hora, com o seu tempo, com o jeito e a linguagem da sua geração.

Quero terminar deixando quatro conselhos sobre decisões inovadoras:

  1. Primeiro, a decisão errada na hora errada é um desastre.
  2. Segundo, a decisão errada na hora certa é um erro.
  3. Terceiro, a decisão certa na hora errada é inaceitável.
  4. Quarto, a decisão certa na hora certa nos conduz ao resultado desejado.
Categorias: Artigos, BLOG SEPAL