Boletim Missionários Transculturais Sepal – Agosto/2016

Boletim Missionários Transculturais Sepal – Agosto/2016

Moçambique

Em 16 de agosto, os missionários Tiago e Suzana Alves, acompanhado dos seus filhos Samuel e Timóteo partiram para a África do Sul. Inicialmente ficarão no país estudando inglês por um tempo, e de lá seguirão direto para Moçambique. A Sepal Moçambique existe para apoiar aos pastores e líderes locais, de modo que a igreja moçambicana seja fortalecida e possa alcançar seu próprio povo e também as nações vizinhas com o Evangelho.

Em 2009 o casal esteve em Moçambique por 15 dias, em um projeto de curto prazo realizado por sua igreja local. Contam que foram dias intensos, rápidos e impactantes, mas o suficiente para terem plena convicção de que Deus desejava usá-los naquele país.

Agora, esta nova jornada está mais perto do que nunca para ser iniciada. Oremos pela adaptação da família, pelos familiares e pela saúda espiritual e emocional.

mocambique-02-08

Norte de Portugal

A família Bastos, composta pelos missionários Vacilius Lima, Mara Regina e seus filhos Thales, Jamily e Murilo se preparam para servir no Norte de Portugal. O desafio é alcançar a liderança da Igreja Evangélica espalhada por esta região. Entre as ferramentas a serem utilizadas estão, treinamento, discipulado e o acompanhamento dos líderes alcançados.

De 12 a 19 de agosto, Vacilius e Mara ministraram no Acampamento de Líderes no Esmoriz (próximo ao Porto). O objetivo da viagem foi também fazer o reconhecimento do campo.

Sobre providências e metas estão, o encerramento do ministério pastoral no Brasil e busca de parceria para o próximo ano.

A família planeja realizar a mudança para o Norte de Portugal no primeiro semestre 2017, já que o ano letivo começa em setembro.

Ore pela família Bastos. Deus tem capacitado e enviado seus servos aos campos!

portugal-01-08Ásia

Mais um casal de missionários Sepal se prepara para embarcar em breve a um dos países do continente asiático.

Um novo desafio que tem gerado grandes implicações entre organizações estrangeiras que desempenham trabalhos sociais no país (destino do casal de missionários Sepal), é uma nova lei que entra em vigor este ano, limitando a atuação dessas organizações junto à população local. Os impactos dessa lei atingem o trabalho de estrangeiros nas áreas sociais, impondo, sobretudo, uma série de novos cuidados a serem tomados no que diz respeito à atuação cristã.

Ainda residindo no Brasil e se preparando para o campo, esta situação ainda não interfere diretamente no ministério, entretanto ao se instalarem, terão de lidar com esta realidade, por isso, oremos.

A visão deste casal de missionários Sepal, é de serem testemunhas de Cristo em um país asiático, servindo à igreja local com especial enfoque no processo de discipulado e no desenvolvimento de lideranças locais. Entre os objetivos ministeriais, também estão o atendimento médico gratuito à população carente, e educação em saúde, por meio de parceria com organização cristã humanitária naquele local, onde há grande carência espiritual e socioeconômica.

Motivos de Oração:

• Por sabedoria, para que as organizações saibam lidar com as limitações impostas pelo governo à atuação de estrangeiros
• Por contatos, para a divulgação do projeto e novas parcerias
• Pelos missionários que já estão no país, para que tenham ânimo e sabedoria para revelar Cristo, principalmente diante de novas restrições

A fim de preservar a segurança do projeto e impedir retaliações, o nome do país e dos missionários não podem ser divulgados.

Salvar

Salvar

Salvar