Fé, e Eu com Isso?

Fé, e Eu com Isso?

Na jornada cristã, não existe nada mais importante, mais essencial que a fé!  “A fé é o firme fundamento das coisas que se não veem” (Hb 11.1). Agostinho estava certo ao escrever que “fé é crer naquilo que não vemos. A recompensa dessa fé é ver aquilo em que cremos.”  Fé é a autêntica energia espiritual que pulsa e dá vida à alma do cristão. Você tem uma fé bem desenvolvida? Quais serão alguns resultados na sua vida?

1) A lhe ajudará a pensar grandes coisas sobre Deus e seus propósitos no mundo. Crer em Deus é saber quem Ele é: encontrar Nele a segurança do refúgio e a proteção da fortaleza. O estágio mais básico da fé cristã é o reconhecimento. Reconheça que Jesus Cristo confere sentido à sua vida. Não digo novo sentido, mas sentido apenas, pois sabemos que, antes de entrar em contato com ela, a vida simplesmente não tinha sentido real. Reconheça que Deus se revelou a você, e não somente a si mesmo, mas também revelou seu verdadeiro eu. Reconheça que você não pode ser seu verdadeiro eu sem se unir a Ele. E nele a escuridão recebe luz, a incerteza cede lugar à certeza, e a inse­gurança é trocada por um profundo sentimento de segurança. Reconheça que Ele é a fonte de força e poder que fluem para você. E a maior certeza de todas é o reconhecimento de que em Jesus Cristo você encontrou Deus e que jamais o encontrará de algum outro modo. Tudo o que Ele criou faz sentido para você.  A fé faz nascer este novo princípio na alma: Deus existe como pai presente, sábio, amoroso e poderoso. Ele pode tudo, sabe tudo e está em todos os lugares. A fé salvadora encherá você com essa visão da infinitude e da proximidade de Deus. “Ah”, dizia George Whitefield, “vamos continuamente manter a fé em exercício, até que sejamos inteiramente engolidos no infinito oceano da pura visão”.

2) Aqueles que enxergam a luz de Cristo encontram pela fé uma grande força para viver por meio dele. A fé em Deus faz calar o coração contra todos os desânimos e inseguranças. Quando as dificuldades surgem na vida, por meio da fé, você relembra que pode continuar satisfeito diante de qualquer condição, pois Cristo está cuidando de você. Você se lembra de que é um com Cristo. Quando Cristo morreu, você morreu com Ele, quando Cristo ressuscitou, você também se levantou com Ele, quando Cristo subiu, Ele enviou o seu Espírito que está em você para continuar sua obra na terra. Cristo está assentado no céu e logo você se assentará com ele no Reino dos céus. A fé coloca a mente e o coração numa atitude de submissão e crença irrestrita na Palavra, fazendo com que o próprio Deus responda a todas as acusações e inconveniências que possam vir. Somente a verdadeira fé salvadora lhe permitirá fazer isso. Este, portanto, é o maior, o melhor e o objetivo mais útil que seus pensamentos e sentimentos podem focar. Quanto maior o conhecimento espiritual, maior energia e vigor você terá. Se, entretanto, houver pouca energia, consequentemente, haverá pouca prática, é com certeza o sinal de que você ainda não desenvolveu sua e não conhece muito bem a vida cristã.

3) A lhe ajudará a ser mais ousado por causa dele. “Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão somente puder terminar a corrida”, disse Paulo (At 20.24). Por que tantos missionários iriam fazer um compromisso tão profundo, sacrificando-se infinitamente, morrendo por tal fé? Existem verdades e valores dignos de morrermos por eles. Isso é muito difícil para a nossa cultura relativista e humanista entender. Entre os anos de 1555 e 1558, Maria, a rainha católica que reinou na Inglaterra, queimou na fogueira duzentos e oitenta e oito reformadores protestantes — homens como John Rogers, John Hooper, Rowland Taylor, Robert Ferrar, John Bradford, Nicholas Ridley, Hugh Latimer e Thomas Cranmer. E por que eles foram queimados vivos? Porque permaneceram firmes em favor de uma verdade — a verdade de que a presença real do corpo de Jesus não estava na eucaristia, e sim no céu, à direita do Pai. Certos crentes fazem compromissos com a fé cristã baseando-se em uma visão mágica, até mesmo mística ou experimental. Outros cristãos fazem o mesmo compromisso porque a sua cosmovisão produz um tipo especial de sentido muito além da compreensão humana. No entanto, há crentes que não são assim. Como afirma John Stott: “Sou Cristão não porque a fé cristã é atrativa, mas porque é verdadeira”. Você percebe como um vislumbre da luz e glória de Jesus produz imensos resultados nos santos e sábios? Várias narrativas bíblicas e acontecimentos fantásticos da história demonstram isso.

4) A fé lhe ajudará também a encontrar uma grande alegria nele. Nada trará mais felicidade a você que a visão do Deus amável, infinito, desejável, eterno, majestoso, altíssimo e verdadeiro, salvador e consolador. O grande evangelista D. Moody, horas antes de morrer viu os céus abertos e disse: “Deus está me chamando”. Seu filho afirmou: “você está sonhando, pai”. “Não”, disse D. L. Moody, “o céu é doce, estive dentro dos portões, vi a face das crianças, é glorioso”. Você tem sede e anseia por Deus? Somente em Deus você encontrará paz na inquietude e felicidade diante da sua finitude. De onde vêm todos os seus medos e desânimos?  Você não vê as coisas como elas realmente são. Se o mal está agindo, você pensa que ele é maior do que na realidade é. Se está silencioso, pensa que é menor do que é. Se você se sente derrotado diante da tentação, então perde de vista as experiências anteriores com o poder da redenção de Cristo e assim fica mais desanimado. Se você está em perigo então perde a visão da realidade última de que o Deus altíssimo é por você e, por isso, se sente ameaçado. Se você está debaixo de sofrimentos e aflições, perde a visão do que há de vir, da recriação, da vinda do Reino eterno em sua plenitude, e por isso você se sente desolado. A vida cristã começa quando você enxerga Deus e seus propósitos. Pois antes você estava em trevas, agora você enxerga. Essa fé pensante que faz sentido e dá propósito à vida, lhe possibilitará desenvolver uma perspectiva verdadeira das coisas passadas, presentes e futuras, e das coisas como elas são. Crer é pensar, é ver Jesus e aceitar seu convite para entrar numa nova jornada. Não existe paz comparável a da pessoa que tem a mente imbuída da plena certeza de conhecer Deus e seus planos. Este relacionamento garante o favor de Deus na sua vida, na sua morte e para todo o sempre. Esta é a paz da qual Paulo fala em Romanos 5.1: “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo”.

Rubens Muzio

Rubens Muzio

Rubens Muzio é missionário Sepal, Pastor da Igreja Presbiteriana de Vila Judith, Londrina e coordena o Projeto Brasil 21.
Pastoreou em São Paulo e no Canadá por mais de 10 anos. Leciona disciplinas na área de Teologia Prática: Liderança, Desenvolvimento e Gestão Ministerial, Plantação e Crescimento de Igrejas, Missões Urbanas e Espiritualidade integral.
Visite rubensmuzio.org e saiba mais sobre o missionário e seu projeto.
Rubens Muzio

Últimos posts por Rubens Muzio (exibir todos)