A dinâmica espiritual na Tailândia

A dinâmica espiritual na Tailândia

A realidade política, cultural e religiosa da Tailândia tem mudado. Ao mesmo tempo, Adriano e Fabiana de Araújo experimentam os frutos do projeto missionário desenvolvido naquele país. Igrejas com as quais os missionários se relacionam, estão vivendo a abençoadora dinâmica de mentorear e discipular pessoas, mas também corrigir e disciplinar os que se desviam. Os irmãos que os ajudam na liderança estão cada vez mais dedicados e intencionalmente os ajudam com o ensino bíblico na igreja; os convertidos amadurecem e voluntariamente servem em diferentes projetos e ministérios.

De monge budista a cidadão budista

O amigo do Adriano que é monge budista por mais de 30 anos decidiu deixar a vida monástica, devido as insatisfações e frustrações com a religião. Após muitas reflexões e conversas com o Adriano, comunicou a sua decisão para a família e comunidade monástica. Certamente lutas e adversidades surgirão, bem como as limitações pessoais de viver como um cidadão, já que precisará reaprender os deveres e responsabilidades civis. Entre outras necessidades estão roupas, um local para morar, alimentação, profissão, educação e muito mais. Ore pelo contínuo relacionamento dele com o Adriano, para que desenvolva admiração, curiosidade e perguntas sobre Jesus, e que as possíveis experiências e descobertas sobre Deus, ajude-o no processo de considerar seguir a Jesus pela fé.

Novos companheiros

Depois de vários meses de oração e espera, Adriano e Fabiana receberam um casal de missionários da África do Sul, Keegan e Justine. O Keegan tem 28 anos, era pastor e capelão de uma escola e Justine (26 anos) foi secretária de uma igreja em Joanesburgo. Desde que terminaram o seminário teológico desejavam conhecer e servir como missionários transculturais. Ao conhecerem o projeto desenvolvido pelos missionários Sepal, se voluntariaram para ajudar. Eles serão mentoreados por um ano e ajudarão nos ministérios e projetos evangelísticos na academia de futebol, aulas de inglês e outras oportunidades.

A partir de agosto de 2019, Noah, Maria e os filhos Fin e Jonas, uma família de missionários que mora nos Estados Unidos, também chegará à Tailândia. Noah é conhecido dos missionários desde 2005, quando participou de projetos evangelísticos através do futebol com o Adriano. Na época, solteiro e professor de matemática numa escola internacional da capital, aceitou o desafio de morar e servir no interior da Tailândia com Adriano e Fabiana. Após esse período, viveu muitos desafios, lutas e vitórias na área emocional, ele se mudou para Hong Kong conheceu a professora Maria, casaram-se e foram servir como missionários na Mongólia durante um período. Há 3 anos Noah e Maria estão morando na Tailândia.

Ajude-os orando por:

  • Sabedoria para liderar e mentorear a equipe ministerial multicultural: Keegan e Justine (aculturação e estudos do idioma Thai); Noah e Maria (período de transição para a nossa província); Bancha e Nam (apoiar e incentivá-los nos ministérios locais).
  • O Governo brasileiro passou a cobrar um imposto de 20% sobre todo o recurso financeiro enviado para o exterior, ocasionando queda no sustento familiar dos missionários.
  • Monge budista amigo do Adriano, que continue tendo a oportunidades de experimentar o amor de Deus e consiga compreender e responder ao desafio de crer e seguir a Jesus.
  • Vida acadêmica dos filhos do casal, Davi (14) e Lucas (12).
  • Projeto de estender as atividades da academia de futebol para uma outra comunidade do distrito.
  • Recursos para comprar as passagens de ida-volta ao Brasil (23 mil reais) antes do tempo limite (final de abril).
  • Pessoas do distrito de Adriano e Fabiana que participaram do acampamento, que possam ter um crescente interesse pelas boas-novas.

Textos: missionários
Edição: Paulo Ribeiro/Edna Ramos
Diagramação: Paulo Ribeiro