O esporte a serviço da igreja missional

O esporte a serviço da igreja missional

Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado” – Tiago 4:7

Com base no texto de Tiago 4:7, o missionário Sepal Alex Dias Ribeiro inicia a sua fala no espaço que a Flic promove para pastores e líderes,  propondo uma reflexão sobre a situação do país, a corrupção, o desemprego e a violência. Neste contexto, a grande pergunta que fez aos presentes foi: o Brasil ainda tem jeito? Após um tempo de interação, todos concluíram que sim. O missionário acrescentou que Deus sempre escreveu história, por meio das pessoas, por isso, é tão importante que assumamos o nosso papel como cristãos e corpo de Cristo.

Alex explanou o conceito de Igreja missional, em que cada membro é um missionário exercendo o papel de sal da terra e luz do mundo, faltou também do esporte, como fator de mobilização e integração social.

O missionário compartilhou algumas experiências e oportunidades que teve de testemunhar Cristo entre as nações, desde quando disse a Ele que se o tornasse piloto, seria um proclamador de Cristo, até os últimos dias de sua vida.

Por fim, compartilhou pequenos trechos dos testemunhos do seu  livro “Força para Vencer”, que traz belíssimos testemunhos de talentos como Taffarel, Ayrton Senna, Emerson Fitipaldi, Ciça Maia e Daniel Dias, e como encontraram a “Força” de que precisavam para vencer grandes obstáculos, um livro encorajador para a igreja missional.

Alex Dias Ribeiro é missionário SEPAL. Foi um dos principais pilotos brasileiros da Fórmula 1 na década de 1970. Sua oficina em Brasília foi o solo fértil de onde brotaram os talentos de Nelson Piquet e Roberto Pupo Moreno.

Categorias: Artigos, BLOG SEPAL, Notícias