Tailândia – Foco no estudo da língua e ambientação ao local

Tailândia – Foco no estudo da língua e ambientação ao local

[vc_row][vc_column][vc_column_text]No rico livro de Daniel, quatro nobres israelitas tementes a Deus deixam sua terra natal para servirem na Babilônia. No capítulo um, vemos que os primeiros anos foram investidos em ensinamentos da língua e literatura dos babilônios (v.4). Após o tempo determinado, o rei viu que os quatro jovens eram os mais sábios e bem estudados, por isso foram escolhidos para servir o rei. Com base nessa experiência, o programa de estudo de língua e cultura da OMF (Mission to East Asia’s People) que os missionários Bruno e Ana Cecília Granja Vila Nova estão fazendo se chama Daniel training (treinamento Daniel). Os primeiros anos no campo têm enfoque em estudo de língua e cultura. A ideia é que após algum tempo o missionário possa se sentir em casa na nova cultura, nesse caso, a tailandesa.

Para o casal, o treinamento oficialmente começou após os cursos de orientação findados em meados de novembro. Agora, eles já chegaram à cidade onde terão estudo intensivo da língua e cultura por cerca de um ano. Bruno conta que a rua em que moram não é muito grande e foram bem recebidos pelas vizinhas, que os presentearam com frutas, um costume local. O distrito em que moram conta com aproximadamente 251 mil habitantes e tem estimados 0,1% de cristãos. A igreja que eles têm frequentado começou há 21 anos e tem, em média, 20 membros. Lopburi é uma província histórica e possui ruínas de palácios e templos muito antigos. Um desses templos tem cerca de 800 anos e é moradia para macacos. Como são em grande quantidade, a presença deles traz dificuldade de convivência com os humanos, mas os budistas acreditam que eles são discípulos dos monges, então, caso alguém cause prejuízo a eles, isso lhe será cobrado.

O curso de tailandês da OMF é conhecido entre os cristãos por ser um dos melhores do país. O casal tem alguns colegas de diferentes agências missionárias que estão lá por alguns meses também para estudar nessa escola. Ela conta com seis professores, dos quais quatro são cristãos. Josué e Raquel, filhos de Bruno e Ana, amam a salinha em que eles ficam com os filhos e filhas dos demais missionários. Isso facilita muito para dedicarem mais horas ao estudo da língua. Como já haviam estudado a língua em Chiang Mai, Bruno começou do módulo quatro e a Ana, por ter estudado menos, quis começar do início e passou para o módulo dois antes do natal.

A família teve um natal bem diferenciado e bom, apesar de Ana ter imaginado que pudesse parecer um pouco solitário. Os missionários participaram de algumas programações em igrejas locais, inclusive de uma serenata de natal e depois se reuniram numa confraternização com outros colegas. Algumas escolas abriram as portas para apresentarem o que significa o natal e além da programação evangelística, foram distribuídos livros com a história de Jesus em mangá (história em quadrinhos no estilo japonês). Bruno acompanhou um grupo em um almoço no presídio, em que foram levados presentes e literatura bíblica para eles.

Bruno e Ana Cecilia agradecem as orações e acompanhamento durante esse tempo e desejam um Sawadee pii mai (Feliz ano novo)!!

Pedidos de oração

  • Ore para que sejam bênção na vida dos vizinhos, professores e na igreja que frequentam;
  • Nesse mês buscarão os vistos em um país vizinho. Ore para que tudo corra bem nos trajetos e nos procedimentos de visto para a família toda;
  • O apartamento em São Paulo está sem inquilino no momento. Agradeça pela fidelidade da família que estava anteriormente e ore por um novo contrato. Faz parte do sustento mensal da família.

Agradecimentos

  • A adaptação tem sido tranquila;
  • A saúde de todos está boa;
  • Estão animados com o estudo da língua;
  • Pela igreja brasileira que os têm apoiado.

Textos: missionários
Edição: Isabel Amorim
Diagramação: Paulo Ribeiro[/vc_column_text][vc_single_image image=”7889″ img_size=”full” alignment=”center” onclick=”custom_link” img_link_target=”_blank” link=”http://www.encontrosepal.org.br”][/vc_column][/vc_row]