Um aplicativo da Bíblia está ajudando a plantar igrejas em um campo de refugiados de Uganda

Um aplicativo da Bíblia está ajudando a plantar igrejas em um campo de refugiados de Uganda

Um pastor que escapou da guerra civil no Sudão do Sul foi preparado para estabelecer uma nova igreja graças a um aplicativo para celular.

Reverendo Alex Sokiri e sua esposa Harriet fugiram de uma invasão armada em Kajo Keji, cidade ao sul do Sudão em julho de 2016, deixando todos os seus bens para trás. Eles viajaram mais de 30 km a pé até o Acampamento de Refugiados de Morobi, no norte de Uganda, onde eles, e pessoas de sua própria igreja e comunidade, lutaram para se adaptar à vida no campo que tem sido seu lar nos últimos dois anos.

Vida extremamente dificíl

Segundo Harriet, “Quando chegamos ao acampamento, a vida era muito difícil. Alguns nos procuravam dizendo que queriam cometer suicídio porque haviam deixado tudo. Nós não poderíamos esquecer nossos membros da igreja. Sendo líderes, tivemos que reuni-los e dizer-lhes o que fazer. Primeiro começamos nosso tempo de comunhão sob as árvores de onde começamos a colecionar toras simples e as colocamos juntas para formar pequenas estruturas para nosso tempo de adoração”.

Alex reuniu pastores do outro lado do acampamento e pequenas igrejas foram estabelecidas para ajudar as pessoas a se reunirem em comunidades solidárias. Ele disse que há muitos problemas de saúde mental e que as taxas de suicídio são altas.

‘Eles vieram para cá sem nada, sem comida, sem abrigos, estavam dormindo debaixo de árvores, então ficaram completamente traumatizados e desestimulados. Nós os encorajamos com a Palavra, restauramos a esperança deles ”, disse ele.

O aplicativo ajudou a trazer esperança

Tendo fugido sem poder levar nada, ele encontrou no aplicativo eVitabu, desenvolvido pela African Pastors Fellowship, e que é carregado em um tablet alimentado por energia solar, uma fonte de recursos que permitem a ele acessar uma ampla gama de conteúdos teológicos e versões bíblicas a partir das quais ele pode ensinar, preparar sermões e inspirar e equipar companheiros pastores no acampamento.

Ele disse que o aplicativo ‘deu diretrizes para preparar meus sermões para os membros da igreja. Começamos a desenvolver muitas ideias através da leitura desse aplicativo, porque podemos ler sobre aconselhamento, ler sobre agricultura, ler sobre o plantio de igrejas. Então, esse aplicativo trouxe muitas mudanças em nossa vida e vida no campo de refugiados.”

Também forneceu a ele e Harriet idéias para projetos de ministério de jovens. Ele disse: ‘Na eVitabu, começamos a ler como podemos unir as comunidades e como podemos fazer o evangelismo. Formamos dois clubes no campo de refugiados, reunindo todos os jovens que estão traumatizados. Eles não têm trabalho no campo e estavam envolvidos em atividades criminosas, então nós os reunimos através do esporte.”

Atualmente, cerca de 100 jovens participam dos programas em andamento, que agora contam com um time de futebol feminino e masculino.

Harriet estendeu a mão para as mulheres em sua comunidade da igreja e usando alguns dos ensinamentos práticos sobre o aplicativo, eles criaram um pequeno jardim de mercado.

Ajudando a alcançar comunidades remotas

Geoff Holder, gerente do programa da APF, conheceu recentemente Harriet e Alex no campo de refugiados em Uganda. Ele disse: ‘Alex é um dos quase 100 pastores da África Oriental que já estão usando o aplicativo eVitabu da APF para ajudar a alcançar comunidades remotas e rurais ao seu redor e mudar vidas. O eVitabu tem o potencial para permitir que milhares de líderes de igrejas rurais tenham acesso a materiais de treinamento de grande qualidade, possivelmente pela primeira vez. Emocionante, também fornece uma plataforma única para a voz da igreja na África. Os líderes africanos podem usar o eVitabu para carregar e compartilhar seu próprio material com outros líderes da igreja, para que todos se beneficiem.

Estima-se que mais de 3 milhões de igrejas no mundo em desenvolvimento são lideradas por pessoas com pouca ou nenhuma qualificação para essa responsabilidade. Na África, estima-se que 90% dos pastores nunca receberam nem mesmo um dia de treinamento. eVitabu, que significa livros em suaíli, é uma ferramenta pioneira projetada especificamente para apoiar a igreja africana.

O aplicativo eVitabu inclui estudos sobre crescimento pessoal, espiritual e pastoral; Bíblias em áudio nos idiomas locais; cursos de teologia de centros de renome internacional; palestras em vídeo pelos principais líderes cristãos; kits de ferramentas de desenvolvimento comunitário e guias sobre saúde da família, liderança, defesa de direitos, construção da paz e agricultura sustentável.

Para conhecer mais sobre o aplicativo, acesse: www.africanpastors.org.


Fonte: www.christiantoday.com
Adaptação e diagramação: Paulo Ribeiro