Ricardo Barbosa fala sobre buscar as coisas lá do alto e o significado da ascensão de Cristo para o discipulado tendo como texto base Colossenses 3.1-4

Grande parte das igrejas evangélicas protestantes brasileiras não costuma dar importância ao calendário litúrgico, ao calendário cristão. Às datas que são marcantes e referências à nossa tradição cristã. Talvez algumas sejam lembradas mais pelo feriado e festa que promovem do que necessariamente pelo seu significado. Temos a encarnação, celebrada e muito bem lembrada no natal. Temos a Paixão, a morte e a ressurreição de Jesus Cristo celebrado na semana santa. Temos pentecostes que pouquíssimas igrejas celebram e temos a ascensão de Cristo que talvez muito pouco de nós celebram e talvez isso seja um indicativo da maneira de como nós vemos esse tema. Parecemos dar pouca importância à esse grande evento na vida de Jesus, e talvez sem entender o sentido da ascensão, grande parte da escrituras permanece confusa para nós.

Reconhecer o sentido de sermos o povo de Deus e discípulos de Jesus

Livros como Efésios, Colossenses, Hebreus e Apocalipse, são textos que muitas vezes permanecem obscuros se não os lemos à luz da ascensão de Jesus Cristo. Deus se fez carne em Jesus de Nazaré, veio ao nosso mundo pelo ventre de Maria, viveu entre nós chamando-nos ao arrependimento e a fé nele, revelando-nos o seu reino, e o propósito de Deus para sua criação e para o seu povo. Ele abriu os olhos aos cegos, libertou cativos, ressuscitou mortos, foi crucificado assumindo em nosso lugar a culpa pelo pecado, nos revelando a justiça de Deus, tornando possível a reconciliação do ser humano com Deus. Morreu, ressuscitou ao terceiro dia vencendo o pecado, vencendo a morte e trazendo vida à nova criação. Depois foi ascendido aos céus onde assumiu o trono à direita de Deus, assumindo o seu lugar e seu papel como Senhor do universo de onde ele governa o universo e intercede por nós e pelo seu povo. Nos enviou o seu Espírito Santo e um dia Ele voltará e o seu reino se manifestará em toda a sua plenitude e glória. E essa afirmação de que Jesus foi ascendido aos céus e assumiu o seu lugar no trono à direita de Deus é o clímax de toda essa narrativa e é absolutamente importante que nós entendamos isso pra reconhecer o sentido de sermos povo de Deus e discípulos de Jesus Cristo.

Assista o vídeo ou ouça o podcast completo dessa mensagem, clicando abaixo.

Siga a Sepal

Yotube: Missão Sepal
Facebook: facebook.com/MissaoSepal
Instagram: instagram.com/missaosepal
Twitter: twitter.com/Missao_Sepal
Inscreva-se com desconto no Encontro Sepal 2020 – de 12 a 15 de maio

Duração: 50 minutos.